Franquia de Cursos Supera

Segredos da virada – Cresce o faturamento das franquias SUPERA

A despeito da crise de 2016, o ganho médio das escolas de ginástica para o cérebro da marca aumentou 24%. A expectativa é de manter a tendência em 2017

Empreendedores de todos os cantos do país estão surfando a onda da ginástica cerebral: cuidar da saúde da mente é, sem sombra de dúvidas, tendência que veio para ficar. Não se pode negar, entretanto, que a crise econômica deixou o mar revolto, impondo um desafio a todas as redes de cursos livres, inclusive aos franqueados da Franquia de Curso SUPERA.

Em entrevista exclusiva ao Franquia Educacional, o economista Mario Cabral revelou os segredos da virada. O empreendedor é dono de uma unidade da franquia no bairro de Umarizal, em Belém do Pará, e terminou o ano na lista TOP 10 Melhores Desempenho em Faturamento da Rede SUPERA.

“Este foi o ano mais difícil para mim. Se não fossem todas as medidas que adotamos para reverter a situação, não teríamos aumentado nosso faturamento”, admite Mario Cabral, que está há frente da Franquia de Curso SUPERA Belém Umarizal há três anos.

“No meio do ano, quando as vendas caíram drasticamente, eu percebi que precisava arregaçar as mangas. Assumi eu mesmo a execução em algumas áreas da franquia. A primeira coisa que eu fiz foi adequar o discurso comercial. Passei a ser mais investigativo. Em vez de ficar só apresentando o produto, passei a entender melhor o objetivo e a necessidade do cliente”, conta Cabral, que tem experiência de muitos anos trabalhando em bancos.

Segundo Cabral, isto também garante diferencial, sobretudo em tempos de crise.  Nem sempre é possível estar presente na unidade, mas quando o cliente percebe que está sendo atendido pelo dono, ele fica satisfeito.

“Eu quero entregar o melhor para meu cliente, porque já constatei que isto o faz retornar. Tenho alunos que terminaram o curso e voltaram três meses depois para continuar. Além disso, eles indicam o curso para familiares e amigos. Isto nos traz muito resultado”, explica o gestor da Franquia de Curso.

Outras dicas importantes do empresário para garantir faturamento em tempos de crise são:

  • Reduzir custos e gastos, negociando com fornecedores e comprando no atacado.
  • Focar na qualidade da entrega para fidelizar o cliente e conseguir indicações.
  • Investir em parcerias, fazendo eventos para divulgar o curso, como palestras em sindicatos e escolas

 

 

Assim como Cabral, outros franqueados da Rede SUPERA deram a volta por cima: aproveitaram os novos produtos lançados pela franqueadora, treinaram suas equipes de venda, focaram na qualidade pedagógica da entrega do curso e garantiram excelência no atendimento para fidelização do cliente. Resultado: aumentaram em 24% o faturamento médio de seu negócio de 2015 para 2016.

No Brasil, o franchising fechou o ano com alta de faturamento de 8%, passando de 139,593 milhões, segundo dados divulgados semana passada pela Associação Brasileira do Franchsing (ABF). A projeção é de crescimento de 7% a 9%, para o ano de 2017.

 

 

Assessoria de Imprensa SUPERA